Correa aceita desculpas de Uribe, mas condiciona relações com Colômbia

Quito, 15 ago (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, aceitou hoje as desculpas do governante colombiano, Álvaro Uribe, mas insistiu em condicionar o reatamento das relações diplomáticas entre os países ao cumprimento de vários requisitos.

EFE |

Correa, em relatório que faz aos sábados, abriu uma porta para normalizar as relações diplomáticas com o país vizinho, mas voltou a criticar o acordo para que o Exército dos Estados Unidos use sete bases colombianas, por considerar que afeta toda a região.

O presidente inclusive se mostrou disposto a apertar a mão de Uribe se este cumprir os compromissos que contraiu na Organização dos Estados Americanos (OEA).

As relações bilaterais pioraram depois do bombardeio que o Exército colombiano realizou em 1º de março de 2008 contra um acampamento ilegal das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano.

Nessa operação, que Quito considerou uma violação a sua soberania territorial e que causou a ruptura das relações diplomáticas, 26 pessoas morreram, entre elas o líder das Farc Luis Édgar Devia, conhecido como "Raúl Reyes", e um cidadão equatoriano.

Correa lembrou que em reunião da OEA convocada na República Dominicana depois do bombardeio, Uribe pediu desculpas ao Equador e prometeu cumprir certos compromissos.

Na sexta-feira, "o presidente Uribe pediu, novamente, perdão; aceitamos, mas deve ser um perdão consequente. Há uma série de compromissos que o presidente Uribe adquiriu e não cumpriu", disse.

Entre eles, disse o presidente equatoriano, está o de entregar os vídeos do bombardeio com projéteis americanos, assim como os HDs dos "famosos computadores" encontrados no acampamento guerrilheiro e que supostamente pertenciam a Reyes.

Também exigiu que a Colômbia "deixe de relacionar" o Governo do Equador com as Farc, mas lembrou que essa atitude colombiana "aumentou nos últimos dias". EFE fa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG