Corpos de 33 mortos em acidente aéreo na RDC são recuperados

Kinshasa, 16 abr (EFE).- Equipes de resgate recuperaram até o começo da manhã de hoje 33 corpos carbonizados entre os restos de um avião que caiu nesta terça-feira na cidade congolesa de Goma, em um acidente que deixou mais de 60 mortos, informou uma emissora local.

EFE |

Segundo a "Radio Okapi", os restos das vítimas se encontram em dois necrotérios de Goma, no extremo oriental da República Democrática o Congo (RDC), perto da fronteira com Ruanda.

De acordo com os relatórios preliminares, o acidente matou 63 passageiros, mas teme-se que haja mais vítimas, porque a aeronave caiu em uma zona populosa de Goma, próxima ao terminal aéreo.

O presidente congolês, Joseph Kabila, pediu a criação de uma comissão oficial para investigar as causas do acidente, o que também foi pedido ontem pela Assembléia Nacional.

O aparelho, que pertencia à companhia privada Hewa Bora, tinha como destino a cidade de Kisangani, e caiu sobre o bairro de Birere, junto ao terminal aéreo de Goma.

Testemunhas disseram à emissora local "Radio Okapi" que o piloto perdeu o controle da aeronave quando estava decolando e tentou frear, mas ultrapassou a pista de aterrissagem e caiu no bairro de Birere.

Relatórios anteriores da mesma emissora, administrada pela missão da ONU na RDC, falavam que havia 94 pessoas a bordo do aparelho, entre passageiros e tripulantes.

É comum que os aviões de carga que voam na RDC levem passageiros.

O país, um dos mais extensos da África, tem uma grande carência de estradas, por isso o transporte aéreo é muito usado entre localidades do interior.

A RDC tem um dos piores registros de acidentes aéreos e algumas de suas companhias são proibidas de aterrissar em aeroportos europeus, devido às más condições dos aparelhos.

Na capital, Kinshasa, após a notícia dos detalhes do acidente, ficou suspensa a sessão da Assembléia Nacional, e foi formada uma comissão para investigar as razões do acidente. EFE ag/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG