Corpos de 17 militares mortos no Haiti chegam a Brasília

Brasília, 20 jan (EFE).- Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou no início da noite de hoje em Brasília com os corpos de 17 militares brasileiros que morreram no terremoto do último dia 12 no Haiti.

EFE |

O Hércules C-130 chegou a Brasília por volta das 20h depois de fazer uma escala em Manaus, onde foram feitos "trabalhos de medicina legista", segundo fontes oficiais.

Os 17 mortos faziam parte da Missão de Estabilização da ONU no Haiti (Minustah) junto com o major Márcio Guimarães Martins, o outro militar brasileiro morto no terremoto e cujo cadáver foi resgatado hoje, impossibilitando sua vinda ao Brasil no mesmo avião.

Os corpos dos 17 militares foram transferidos para um hangar da base aérea da capital, onde serão velados. Amanhã, haverá uma cerimônia de homenagem aos mortos que contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Outros 16 militares brasileiros foram resgatados com vida dos escombros e levados para um hospital de São Paulo, onde permanecem internados e fora de perigo, segundo fontes médicas.

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 (Brasília) do dia 12 e teve epicentro a 15 quilômetros da capital haitiana, Porto Príncipe. Segundo declarações à Agência Efe, o primeiro-ministro do Haiti, Jean Max Bellerive, acredita que o número de mortos superará 100 mil.

Entre os civis brasileiros - além da médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e de Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti -, foi informado hoje que outra mulher também morreu no tremor, aumentando para 21 o número total de vítimas brasileiras. EFE az/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG