Corpo de homem morto há 65 anos encontrado em perfeito estado de conservação

O corpo de um homem assassinado há 65 anos foi encontrado em perfeito estado de conservação em seu túmulo, durante a exumação de seus restos no município de Acapetahua, no estado mexicano de Chiapas.

AFP |

Segundo os familiares da vítima, Víctor Chamlatti, foi grande a surpresa ao abrir o caixão e encontrar o corpo inteiro e flexível, como se tivesse acabado de morrer, e sem exalar mau cheiro.

Além disso, o túmulo se encontrava num local cheio de água, embora o caixão de madeira permanecesse em bom estado. Quando os coveiros tentaram abrir o ataúde, sem querer feriram o pé do finado, que não sangrou, mas mostrou carne viva, como num ferimento recente.

A família, de confissão católica, acredita que se trata da manifestação de um corpo incorrupto, fenômeno associado a beatos e santos, mas não aventa recorrer ao Vaticano. Deseja apenas que os médicos forenses expliquem o estado de preservação de um corpo que, apesar de não embalsamado, conseguiu ficar intacto depois de 65 anos sepultado.

str/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG