Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Coronel Kadhafi critica apoio de Obama a Israel

O dirigente líbio, Muammar Kadhafi, criticou nesta quarta-feira as recentes declarações do candidato democrata à eleição presidencial americana, Barack Obama, nas quais este evocou o caráter indivisível de Jerusalém e expressou seu apoio a Israel.

AFP |

"As declarações do nosso irmão queniano de nacionalidade americana Obama sobre Jerusalém (...) mostram, ou que ignora a política internacional e que não estudou o princípio do conflito no Oriente Médio, ou que se trata de uma mentira de campanha eleitoral", alfinetou Kadhafi.

O líder líbio falava por ocasião do 38º aniversário da evacuação das bases americanas de seu país.

"Jerusalém continuará sendo a capital de Israel e deve continuar sendo indivisível", havia declarado Obama, cujo pai é de origem queniana, após vencer a corrida pela indicação democrata, na semana passada.

Obama também prometeu dar a Israel todos os meios disponíveis para se defender "de todas as ameaças, venham de Gaza, ou de Teerã".

Para o coronel Kadhafi, "é a paz que protegerá Israel na região, não as armas, nem o nuclear".

O candidato democrata, que "escolheu a mudança como tema de sua campanha, deveria ter proposto uma verdadeira mudança na política americana" para os árabes, afirmou.

O primeiro candidato negro em uma eleição presidencial nos Estados Unidos "não deve ter complexos de inferioridade", devido à cor de sua pele, ironizou Kadhafi, convocando Obama a romper com as políticas americanas pró-Israel e a estender a mão ao mundo árabe.

ila/tt/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG