Coreias voltam a autorizar visitas familiares

SEUL - A Coreia do Norte e a Coreia do Sul assinaram acordo nesta sexta-feira para autorizar novamente as visitas entre as famílias separadas de um e de outro lado de suas fronteiras, anunciou a agência sul-coreana Yonhap.

Redação com agências internacionais |

Estas reuniões familiares, as primeiras em dois anos, acontecerão de 26 de setembro a 1 de outubro, sob a égide da Cruz Vermelha, destacaram os dois países em um comunicado, no terceiro dia de negociações intercoreanas.

A Coreia do Norte aceitou, em 17 de agosto, a retomada das viagens entre as duas Coreias, a flexibilização dos controles das fronteiras com a Coreia do Sul e o aumento do número de encontros familiares.

Muitas famílias ficaram separadas em 1945 após a divisão da Península em dois e, posteriormente, durante a guerra da Coreia (1950-53). As duas Coreias concordaram em escolher 100 pessoas de cada lado da fronteira para autorizá-las a verem seus familiares.

A última rodada de reuniões familiares aconteceu em outubro de 2007 e os encontros não voltaram a ocorrer desde então devido à deterioração das relações entre as duas Coreias quando, em 2008, o conservador Lee Myung-bak assumiu a presidência sul-coreana.

Os dois países se comprometeram também na nota a seguir cooperando para manter os encontros das famílias separadas e outros temas humanitários relacionados com a Guerra da Coreia (1950-53).

* Com AFP e EFE

Leia mais sobre: Coreia do Sul - Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG