Coreias fecham acordo para reunir famílias separadas pela guerra

Seul - As duas Coreias acordaram hoje retomar no final de setembro, pela primeira vez em dois anos, as reuniões de famílias separadas pela guerra que dividiu a península em 1953, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

EFE |

O acordo foi fechado ao término dos contatos da Cruz Vermelha de ambos os países, que aconteceram desde a quarta-feira no centro turístico de Kumgang, na Coreia do Norte.

Segundo um comunicado divulgado ao fim do encontro, 100 idosos de cada país visitarão entre 26 de setembro e 1 de outubro o monte Kumgang para se reunir com seus parentes.

Os representantes dos dois países acordaram também que as reuniões em grupo aconteçam em um centro permanente de encontros, construído no ano passado para esse fim.

Já os encontros privados acontecerão no Hotel Kumgangsan, onde aconteciam até agora essas reuniões familiares.

Os dois países se comprometeram também na nota a seguir cooperando para manter os encontros das famílias separadas e outros temas humanitários relacionados com a Guerra da Coreia (1950-53).

A última rodada de reuniões familiares aconteceu em outubro de 2007 e os encontros não voltaram a ocorrer desde então devido à deterioração das relações entre as duas Coreias quando, em 2008, o conservador Lee Myung-bak assumiu a Presidência sul-coreana.

Leia mais sobre: Coreia do Sul - Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coreiacoréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG