Coreia não mostrou ter foguete de alcance intercontinental--EUA

WASHINGTON (Reuters) - O foguete lançado pela Coreia do Norte não demonstrou que o país possui a tecnologia de mísseis necessária para um eventual míssil balístico intercontinental, disse na segunda-feira um militar norte-americano de alta patente. O general dos marines James Cartwright, vice-chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, também sugeriu que dificilmente o teste com o foguete Taepodong-2, ocorrido no fim de semana, irá aumentar o risco de proliferação armamentista por parte da Coreia do Norte.

Reuters |

"Há duas coisas que vemos a respeito do míssil norte-coreano: uma é a sua capacidade de desenvolver um míssil balístico intercontinental capaz de transportar armas de destruição em massa, e a segunda é o seu desejo de potencialmente proliferar isso e vender no mundo todo", disse Cartwright a jornalistas no Pentágono.

"Sobre a primeira, a tecnologia que eles estavam buscando... era a capacidade de estagiar, em outras palavras, de passar de um estágio de propulsão para o seguinte. Eles fracassaram", afirmou.

"Sobre a ideia de proliferação, você compraria de alguém que falhou três vezes seguidas e nunca teve sucesso?", concluiu Cartwright, referindo-se a testes anteriores sem sucesso da Coreia do Norte.

(Reportagem de David Morgan)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG