Soldados protegerão em situações de emergência os sul-coreanos que vivem no país árabe

A Coreia do Sul se despediu nesta segunda-feira em cerimônia militar de 130 soldados de elite que serão desdobrarão nos Emirados Árabes Unidos como parte de uma missão de dois anos para treinar forças especiais do país árabe e proteger sul-coreanos.

Na cerimônia o ministro da Defesa, Kim Kwan-jin, leu um discurso do presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, no qual ressalta a importância do desdobramento para o interesse nacional e a paz internacional.

Além de realizar trabalhos de treinamento, os 130 soldados, que partirão amanhã, protegerão em situações de emergência os sul-coreanos que vivem no país árabe.

Os militares da missão "Akh" (irmão em árabe) trabalharão durante dois anos na região oriental de Al Ain e se unirão a uma missão avançada de dez soldados que se encontra nos EAU há um mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.