Coreia do Sul renova pedido de diálogo com o Norte

O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak renovou, neste sábado, o pedido de diálogo com o governo norte-coreano para tentar reduzir a tensão entre os dois países. Em um discurso que marcou o aniversário da liberação da península do domínio japonês, Myung-bak disse Seul se comprometeria em ajudar financeiramente a Coreia do Norte caso o governo norte-coreano suspenda o programa nuclear do país.

BBC Brasil |

"Eu sinceramente peço ao governo da Coreia do Norte dessa vez. As armas nucleares não garantem a segurança do país, somente torna seu futuro mais difícil", disse o presidente, segundo a agência sul-coreana Yonhap.

Myung-bak propôs ainda a formação de um órgão consultor para trabalhar no desenvolvimento econômico das duas Coreias.

"Eu vou procurar ativamente um programa internacional que ajudará a desenvolver a economia da Coreia do Norte e melhorar de maneira significativa as vidas dos norte-coreanos", afirmou o presidente durante o discurso.

Myung-bak pediu ainda um diálogo para negociar a redução de armas convencionais.

As relações entre os dois países se deterioraram após a chegada de Myung-bak ao poder, no ano passado, que assumiu uma postura mais rigorosa que seu antecessor sobre o programa nuclear do Norte.

O governo norte-coreano abandonou a negociação com outros seis países sobre seu programa nuclear depois que a Organização das Nações Unidas condenou um teste de míssil de longo alcance realizado pelo país em abril.

Um teste nuclear subterrâneo e outros testes com mísseis foram realizados mesmo depois do alerta da ONU, o que levou o Conselho de Segurança a impor sanções contra a Coreia do Norte.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG