Coreia do Sul rejeita frango contaminado procedente do Brasil

Seul, 11 mar (EFE).- As autoridades sul-coreanas disseram hoje que encontraram antibióticos proibidos num carregamento de frango congelado procedente do Brasil.

EFE |

Segundo o Serviço de Investigação Veterinária e Quarentena da Coreia do Sul (NVRQS, na sigla em inglês), vestígios da substância chloramphenicol foram achados num carregamento de 23,5 toneladas de carne de frango que chegou ao país em 3 de março, informou a agência de notícias local "Yonhap".

A carga foi rejeitada e será devolvida ao Brasil ou destruída pelas autoridades sul-coreanas.

A NVRQS pediu à Perdigão, exportadora do carregamento, que não faça novos envios até que a investigação seja concluída. Além disso, assegurou que todas as cargas que estejam na alfândega serão analisadas.

De acordo com as autoridades veterinárias, a Coreia do Sul entrou em contato com o Brasil para que, por enquanto, evite o envio de novos carregamentos da mesma empresa.

O chloramphenicol é um agente antibiótico utilizado contra uma grande variedade de microorganismos, mas seu uso foi vetado em animais para abate em 1991.

Só este ano, a Coreia do Sul importou 2,6 mil toneladas de frango congelado do Brasil, das quais 470 toneladas foram exportadas pela Perdigão. EFE jmr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG