Coreia do Sul leva caso de naufrágio de navio à ONU

Governo sul-coreano afirma que apresentou o caso sobre navio atacado pela Coreia do Norte ao Conselho de Segurança

AFP |

O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung Bak, anunciou nesta sexta-feira que apresentou no Conselho de Segurança das Nações Unidas o caso sobre o afundamento do navio atacado pela Coreia do Norte.

"Hoje o governo da República de Coreia levou ao Conselho de Segurança da ONU o assunto do ataque da Coreia do Norte contra o 'Cheonan'", confirmou Lee.

"Esperamos alguma ação por parte do Conselho de Segurança que seja proporcional à gravidade da situação", disse, por sua vez, o embaixador sul-coreano na ONU, Park In-kook, após entregar a carta aos 15 membros do órgão.

Em discurso em Cingapura, o presidente sul-coreano assinalou que o regime de Pyongyang "tem que admitir que foi uma ação equivocada e se comprometer a não cometer nunca mais uma ação reprovável".

Lee apontou que o programa nuclear norte-coreano e o incidente com o "Cheonan" destacam a séria ameaça representada pela Coreia do Norte para a segurança mundial e a paz.

Naufrágio de embarcação

A embarcação "Cheonan" afundou em 26 de março perto da fronteira marítima com Coreia do Norte, no Mar Amarelo (Mar Ocidental).

Um grupo de investigadores internacionais revelou, em 20 de maio, em Seul que o afundamento foi causado por um torpedo disparado de um submarino norte-coreano, o que é negado por Pyongyang.

A Coreia do Norte "deve entender claramente que tem que sofrer as consequências", ressaltou o presidente da Coreia do Sul no discurso.

AFP
Destroços do navio Cheonan foram içados em abril para investigação sobre naufrágio

    Leia tudo sobre: CheonanCoreia do SulCoreia do Norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG