O ministro sul-coreano da Defesa, Kim Tae-Young, confirmou nesta segunda-feira a presença de substâncias explosivas nos destroços do navio de guerra do país que afundou no fim de março, o que reforça a hipótese de um torpedo supostamente disparado pela Coreia do Norte." /

O ministro sul-coreano da Defesa, Kim Tae-Young, confirmou nesta segunda-feira a presença de substâncias explosivas nos destroços do navio de guerra do país que afundou no fim de março, o que reforça a hipótese de um torpedo supostamente disparado pela Coreia do Norte." /

Coreia do Sul detecta rastros de explosivos em navio

O ministro sul-coreano da Defesa, Kim Tae-Young, confirmou nesta segunda-feira a presença de substâncias explosivas nos destroços do navio de guerra do país que afundou no fim de março, o que reforça a hipótese de um torpedo supostamente disparado pela Coreia do Norte.

AFP |

O ministro sul-coreano da Defesa, Kim Tae-Young, confirmou nesta segunda-feira a presença de substâncias explosivas nos destroços do navio de guerra do país que afundou no fim de março, o que reforça a hipótese de um torpedo supostamente disparado pela Coreia do Norte.

O "Cheonan", uma corveta de 1.200 toneladas, afundou em 26 de março após uma explosão misteriosa que o partiu em dois diante da ilha de Baengnyeong, no Mar Amarelo. Quarenta e seis marinheiros sul-coreanos morreram na tragédia.

O ministro Tae-Young confirmou as notícias da imprensa sobre rastros de explosivos do tipo RDX, utilizado em torpedos.

O ministro não apontou culpados oficialmente, mas as autoridades de Seul parecem suspeitar da Coreia do Norte, já que o incidente naval aconteceu perto da fronteira marítima entre os dois países.

jkw/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG