Coreia do Sul confirma morte de refém sul-coreana no Iêmen

Seul, 16 jun (EFE).- A Coreia do Sul confirmou hoje a morte no Iêmen de uma sul-coreana que foi sequestrada na semana passada junto com sete alemães e um britânico, informou hoje o Ministério de Assuntos Exteriores do país.

EFE |

"Não podemos conter a ira e a consternação (pelo assassinato) que condenamos de forma enérgica", disse um porta-voz do Ministério de Exteriores sul-coreano.

O Governo do Iêmen confirmou no domingo que tinha encontrado os corpos de três das mulheres sequestradas, uma das quais era a sul-coreana Eom Young-sun.

Ainda não foi identificado o grupo de seqüestradores, mas as investigações apontam para que o crime pode ter sido cometido pela organização xiita Yamaa al-Huti, um dos grupos insurgentes que operam no norte do país.

O Governo de Seul disse em comunicado que cooperará estreitamente com a Alemanha e o Reino Unido para esclarecer o fato, e assegurou que colaborará com a comunidade internacional na luta contra o terrorismo. EFE ce/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG