Coréia do Sul arrenda pedaço de Madagascar por 99 anos

O conglomerado da Coreia do Sul Daewoo arrendou uma grande extensão de terra na ilha africana de Madagascar para ajudar a garantir o acesso do país a suprimentos de alimentos.

BBC Brasil |

A Daewoo arrendou por 99 anos uma área correspondente à metade do território da Bélgica na qual vai cultivar alimentos usando mão de obra da África do Sul.

Segundo o editor da BBC para África Martin Plaut o conglomerado sul-coreano afirmou que vai plantar milho e palma, para extração de óleo.

O projeto ambicioso vai ocupar 1,3 milhão de hectares e faz parte do plano do governo da Coréia do Sul para garantir alimentos para o país nos próximos anos.

A previsão é de que o projeto esteja totalmente em funcionamento dentro de 15 anos, fornecendo mais da metade do milho importado pelo país.

Vários países asiáticos estão tentando garantir acesso a alimentos desde a crise alimentar mundial ocorrida no início do ano.

Alguns países africanos, segundo Plaut, estão dispostos a receberem investimentos. Angola, por exemplo, ofereceu terras para desenvolvimento deste tipo de projeto.

E o primeiro-ministro da Etiópia, Meles Zenawi, afirmou que quer ver companhias estrangeiras participando da agricultura de seu país.

    Leia tudo sobre: coréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG