Coreia do Sul ameaça ataque para evitar ofensiva nuclear de vizinhos do Norte

Seul - A Coreia do Sul advertiu hoje que estaria disposta a atacar de forma preventiva a Coreia do Norte caso seja provado que o regime comunista de Pyongyang tenha intenções claras de lançar um ataque nuclear.

EFE |

Nesse caso, "teríamos que atacar imediatamente, antes que a Coreia do Norte o fizesse", indicou o ministro sul-coreano de Defesa, Kim Tae-young, citado pela agência local "Yonhap".

"Se tivéssemos que responder a um ataque nuclear norte-coreano, seria muito tarde e o dano seria muito grande", insistiu Kim, que assegurou que "não pode haver mudanças" sobre o princípio do ataque preventivo.

O responsável de Defesa já fez comentários parecidos em 2008, quando ocupava o cargo de chefe do Estado-Maior sul-coreano, pouco depois que Pyongyang relizou vários testes com mísseis de curto alcance.

As palavras de Kim suscitaram então uma forte reação nos vizinhos do Norte, que considerou os comentários um "grave desafio" e ameaçou suspender as relações entre as Coreias.

As declarações acontecem cinco dias depois que Pyongyang ameaçou a Coreia do Sul com uma "guerra santa" em resposta a supostos planos de invasão de Seul e Washington em caso de instabilidade política no país comunista.

Além disso, coincidem com as conversas que foram iniciadas na terça-feira entre representantes das duas Coreias para desenvolver o complexo industrial intercoreano de Kaesong, no primeiro encontro oficial deste entre os países.

Leia mais sobre: Coreia do Sul

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG