Coréia do Sul adia plano de enviar navio de guerra à Somália

Seul, 28 nov (EFE).- A Coréia do Sul adiará seu plano de desdobrar um navio de guerra no litoral da Somália para combater a pirataria, devido às dificuldades econômicas geradas pela crise mundial, informou hoje a agência local Yonhap.

EFE |

O Governo de Seul tinha previsto pedir em dezembro a aprovação parlamentar a fim de enviar o navio à Somália em janeiro do próximo ano.

No entanto, o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, pediu esta semana "mais prudência" diante da crise, e o Governo optou por esperar antes de pedir o sinal verde do Parlamento para um plano que custará 45 bilhões de wons (US$ 31 milhões).

Segundo o deputado do partido governamental Yoo Seung-min, citado pela "Yonhap", o ministro da Defesa Lee Sang-hee disse que a decisão será tomada com mais tempo e após discutir o assunto com o Governo dos Estados Unidos.

Embora ainda não tenha fixado uma data, Yoo disse que a aprovação parlamentar deve acontecer em fevereiro de ano que vem.

A Coréia do Sul anunciou recentemente sua decisão de enviar um navio de guerra à costa da Somália, depois de vários navios pesqueiros sul-coreanos serem vítimas de ataques piratas na região.

EFE ce/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG