Coreia do Sul adere a iniciativa dos EUA contra armas

Seul, 26 mai (EFE).- A Coreia do Sul anunciou hoje sua participação plena na Iniciativa de Segurança contra a Proliferação (PSI) de armas de destruição em massa, após o teste nuclear realizado por seus vizinhos do norte, informou a agência local Yonhap.

EFE |

O anúncio da adesão acontece um dia após a Coreia do Norte confirmar que realizou com sucesso seu segundo teste nuclear.

O regime comunista parece ainda estar pronto para lançar novos mísseis de curto alcance de sua costa oeste, o que, segundo fontes militares sul-coreanas citadas pela "Yonhap", poderia acontecer hoje ou amanhã.

O porta-voz do Ministério de Exteriores sul-coreano, Moon Tae-young, disse que o Governo de Seul decidiu aderir plenamente à PSI para enfrentar a grave ameaça da proliferação das armas de destruição em massa e de mísseis.

No entanto, o porta-voz sul-coreano especificou que, apesar de participar desta iniciativa, o acordo marítimo assinado entre as duas Coreias em 2005 seguirá vigente.

Este acordo proíbe navios das duas Coreias de transportar armas enquanto navegam pelas águas territoriais desses países. EFE ce/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG