Coreia do Norte volta a efetuar disparos em zona de fronteira marítima

Seul - A Coreia do Norte voltou a fazer disparos de artilharia na região de fronteira marítima com os vizinhos do Sul, em sua costa oeste, um dia depois que os países trocaram fogo na zona, segundo informaram fontes do Governo de Seul à agência local Yonhap.

EFE |

O incidente aconteceu por volta das 8h15 hora local (21h15 de quarta-feira em Brasília), na mesma zona de navegação proibida decretada na terça-feira por Pyongyang na fronteira marítima do Mar Ocidental (Mar Amarelo).

Seul respondeu aos disparos de ontem com fogo de advertência indireto, e não houve registro de vítimas ou danos materiais nos dois lados.

Nesta manhã, canhões norte-coreanos dispararam em direção à ilha sul-coreana de Yeonpyeong, mas os projéteis caíram no lado norte da fronteira marítima de facto, traçada após a Guerra da Coreia (1950-1953), e contestada pela Coreia do Norte.

Ontem a Coreia do Sul pediu a Pyongyang que "não aumente mais a tensão", mas os norte-coreanos alegaram que os disparos fazem parte de manobras anuais, e que os exercícios vão prosseguir.

A Coreia do Norte estabeleceu na terça-feira uma zona de exclusão para a navegação que adentrava quatro quilômetros em águas da Coreia do Sul, o que foi criticado pelo Governo sul-coreano.

Leia mais sobre: Coreia do Sul - Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG