Coréia do Norte suspende diálogo com o Sul em clima de crescente tensão

A tensão aumentou nesta quinta-feira entre as duas Coréias, depois que o Norte anunciou o rompimento do diálogo com o Sul, seis meses depois de uma promissora reunião de cúpula entre os dois países e no momento em que o processo para o fim do programa nuclear do regime comunista segue paralisado.

AFP |

Ao responsabilizar Seul pela decisão, o governo de Pyongyang anunciou que suspenderá qualquer diálogo com o vizinho e fechará a fronteira às autoridades sul-coreanas, em resposta à recusa destes de pedir desculpas pelas declarações de um alto comandante militar.

"Nosso Exército não participa em diálogos vazios", afirmou a agência de notícias oficial norte-coreana KCNA, citando uma mensagem enviada pela Coréia do Norte à Coréia do Sul.

Horas antes, o presidente sul-coreano Lee Myung-Bak, criticado de modo veemente pela Coréia do Norte nos últimos días, havia pedido a Pyongyang o prosseguimento das discussões com sinceridade para reduzir a tensão entre os países.

"Desde minha chegada ao poder (em fevereiro), a Coréia do Norte tem intensificado a tensão. Porém, acredito que as relações não vão se deteriorar", declarou Lee, na primeira reação desde que Pyongyang o chamou na terça-feira de "traidor".

"O que nosso novo governo deseja é mais diálogo franco entre Coréia do Sul e Coréia do Norte (...) queremos que a Coréia do Norte se abra a um diálogo sincero", completou.

Porém, na mensagem enviada ao Sul, a Coréia do Norte ameaça adotar medidas militares em resposta à recusa de Seul em pedir desculpas por declarações do general sul-coreano Kim Tae-Young, que Pyongyang interpretou como uma ameaça de ataque militar preventivo.

Os comentários do general Kim que irritaram o Norte foram feitos na semana passada durante uma sessão parlamentar. O militar afirmou que o Sul bombardearia as instalações nucleares do Norte se este país atacasse com armas nucleares.

Leia mais sobre: Coréias do Norte e do Sul

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG