Coreia do Norte só aceita ajuda humanitária não supervisada pelo Sul

O Governo da Coreia do Sul impõe uma supervisão para assegurar que os mais necessitados sejam atendidos

EFE |

A Coreia do Norte só aceitará ajuda humanitária das organizações da Coreia do Sul que chegar sem o condicionante de ter de ser supervisionada pelo Sul, informou nesta segunda-feira a agência sul-coreana de notícias "Yonhap".

Em um contato recente com representantes das entidades sul-coreanas, as autoridades do regime comunista teriam rejeitado assistência oferecida pelas ONGs ao estar submetida a um controle de repartição, segundo dois diretores de organizações privadas de ajuda humanitária sul-coreanas que preferiram guardar seu anonimato.

A Coreia do Norte especificou que só aceitará ajuda humanitária "pura" da Coreia do Sul, acrescentaram os representantes das organizações privadas sul-coreanas.

No entanto, apesar da recusa, um dos diretores assegurou que sua organização não deterá seus planos de enviar este ano ajuda alimentar ao empobrecido país.

O Governo da Coreia do Sul impõe a toda organização que deseja enviar ajuda a território norte-coreano que realize uma estrita supervisão da mesma, para assegurar que seja distribuída entre os mais necessitados e evitar que acabe em mãos das elites políticas e do Exército.

    Leia tudo sobre: COREIAS CONFLITO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG