Coreia do Norte: sanções da ONU provocarão fracasso de negociações

A Coreia do Norte advertiu nesta terça-feira que se a ONU adotar sanções após o lançamento de um foguete pelo país provocará o fracasso das negociações multilaterais sobre seu desarmamento nuclear.

AFP |

O ministério de Relações Exteriores afirma em um comunicado que medidas punitivas violariam um acordo de respeito mútuo assinado pelas seis nações nações (Coreia do Sul, Coreia do Norte, Estados Unidos, Rússia, China e Japão) em setembro de 2005.

"Se tal atividade hostil for realizada em nome do Conselho de Segurança da ONU, esta seria uma violação por parte do Conselho de Segurança do comunicado conjunto de 19 de setembro", afirma o texto.

"Se o acordo de 19 de setembro for anulado, já não existirão mais bases para que prossigam as negociações entre seis partes", completa a nota.

O regime comunista norte-coreano advertiu a Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e a Organização Marítima Internacional (OMI) sobre o plano de lançamento, entre 4 e 8 de abril, do que apresentou como um "satélite de telecomunicações".

Estados Unidos e Coreia do Sul, no entanto, temem que se trate de um novo teste de míssil de longo alcance que, em tese, poderia atingir o Alasca.

lim/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG