Coréia do Norte pede que se acelere a entrega de ajuda energética

Seul, 12 jun (EFE).- A Coréia do Norte pediu aos outros cinco membros do diálogo nuclear (Coréia do Sul, Japão, China, Rússia e Estados Unidos) para que acelerem a entrega da ajuda energética a seu país.

EFE |

Hwang Joon-kook, responsável para assuntos nucleares do Ministério de Exteriores sul-coreano, afirmou que a Coréia do Norte acredita que a chegada de ajuda energética é lenta, e que se não se acelerar, será difícil avançar no processo de negociação nuclear.

Pyongyang se comprometeu no ano passado a abandonar seu programa nuclear em troca de ajuda equivalente a um milhão de toneladas de combustível e de outros incentivos políticos.

Hwang presidiu ontem um encontro de caráter técnico sobre energia, realizado na zona desmilitarizada de Panmunjom (na fronteira entre as Coréias), no qual os membros do diálogo nuclear se mostraram de acordo com a aceleração do envio de ajuda à Coréia do Norte.

O regime norte-coreano alega que já completou mais de 80% do processo de desmantelamento nuclear, e denuncia que em troca os países do diálogo nuclear só enviaram 40% da ajuda prometida.

Por outro lado, o diretor do Departamento dos EUA para a Coréia, Sung Kim, se reuniu hoje com as autoridades sul-coreanas para explicar os progressos obtidos em sua recente viagem de dois dias a Pyongyang.

Sung Kim viajou na terça-feira à Coréia do Norte para abordar o processo de inabilitação das instalações nucleares norte-coreanas, e deve retornar hoje aos EUA. EFE ce/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG