Coreia do Norte libertará pescadores sul-coreanos detidos em suas águas

Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira à Coreia do Sul que vai libertar quatro pescadores sul-coreanos, cuj barco foi interceptado no final de julho por ter entrado em suas águas territoriais, informou a agência sul-coreana Yonhap.

AFP |

Os quatro pescadores se encontravam a bordo de um barco que entrou nas águas norte-coreanos por causa de uma falha no sistema de navegação, segundo Seul.

"A Coreia do Norte informou ao Sul que o barco Yeonanho e sua tripulação seriam transferidos para a zona sul-coreana no Mar do Leste às 17h00 locais (08h00 GMT)", anunciou o ministério sul-coreano em um comunicado citado pela Yonhap.

Uma certa quebra de gelo é observada entre as duas Coreias nas últimas semanas. Ambos países concordaram nesta sexta em autorizar de novo as visitas entre as famílias separadas, segundo anunciou a Yonhap.

Estas reuniões familiares, as primeiras em dois anos, acontecerão de 26 de setembro a 1 de outubro, sob a égide da Cruz Vermelha, destacaram os dois países em um comunicado, no terceiro dia de negociações intercoreanas.

A Coreia do Norte aceitou, em 17 de agosto, a retomada das viagens entre as duas Coreias, a flexibilização dos controles das fronteiras com a Coreia do Sul e o aumento do número de encontros familiares.

Muitas famílias ficaram separadas em 1945 após a divisão da Península em dois e, posteriormente, durante a guerra da Coreia (1950-53).

As duas Coreias concordaram em escolher 100 pessoas de cada lado da fronteira para autorizá-las a verem seus familiares.

sm/ebe/lm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG