Coreia do Norte libertará hoje trabalhador do Sul, diz TV

Seul, 11 ago (EFE).- A Coreia do Norte planeja libertar ainda hoje um trabalhador sul-coreano detido no final de março, segundo informou a rede de TV local YTN.

EFE |

A informação sobre a iminente libertação, dada ao canal por uma fonte na Coreia do Norte, surge no segundo dia da visita a Pyongyang da presidente do Grupo Hyundai, Hyun Jung-eun, para negociar a libertação do detido.

Antes de cruzar ontem a fronteira para uma viagem de três dias, Hyun disse que faria todos os esforços para retornar com o homem, detido em 30 de março no complexo industrial de Kaesong.

A presidente da montadora sul-coreana, que se reuniu com Kim Jong-il em 2005 e 2007, deve ter hoje um novo encontro com o ditador norte-coreano, segundo a "YTN".

Por ser presidente da Hyundai Asam e chefe direto de Yu, Cho Kun-shik, que tinha previsto viajar hoje ao parque industrial conjunto da cidade norte-coreana de Kaesong, decidiu cancelar a viagem à espera do resultado da visita de Hyun.

Pyongyang deteve no final de março um funcionário de 44 anos da empresa Hyundai Asam, acusado de ter criticado a Coreia do Norte e tentado convencer uma norte-coreana a desertar.

Desde que foi detido, o funcionário da Hyundai não foi autorizado a ter contato com o exterior. EFE ce/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG