Coreia do Norte lança sexto míssil em um dia

O governo da Coreia do Norte lançou, nas primeiras deste sábado, pelo menos seis mísseis de pequeno alcance em direção ao Mar do Japão, informou a agência sul-coreana Yonhap, citando como fonte autoridades de Seul.

Redação com agências internacionais |

Este sexto lançamento ocorreu às 16h10 locais (4h10 de Brasília), segundo o Ministério da Defesa sul-coreano.

Os cinco primeiros projéteis foram lançados entre as 8h e 14h50 locais (20h de sexta-feira e 2h50 de hoje em Brasília) da base militar de Gitdaeryong, próxima à cidade litorânea de Wonsan, no sudeste da Coreia do Norte, e têm alcance entre 400 e 500 quilômetros.

As autoridades sul-coreanas dizem que estão investigando agora os testes norte-coreanos para determinar as intenções do regime comunista e o tipo exato de mísseis lançados, que parecem ter caído no Mar do Leste sem causar danos.

O governo sul-coreano suspeita de que todos sejam mísseis de curto alcance do tipo Scud, que podem cobrir uma maior distância - entre 400 e 500 quilômetros -, apesar de tecnicamente continuarem sendo considerados como projéteis de curto alcance, segundo a "Yonhap".

No entanto, não descartam que se tratem de projéteis Rodong, um tipo de Scud melhorado.

Os mísseis Rodong podem alcançar uma distância entre 1.000 e 1.400 quilômetros, mas teriam de ser modificados especialmente para a realização deste teste, com o objetivo de cair antes, segundo a "Yonhap".

Se forem realmente mísseis Scud, considerados mais perigosos por Seul, será a primeira vez que a Coreia do Norte lança projéteis deste tipo desde julho de 2006, meses antes de seu primeiro teste nuclear.

Os lançamentos ocorrem dois dias depois de a Coreia do Norte ter disparado dois mísseis de curto alcance também de sua costa leste, em direção ao Mar do Japão, e coincide com o Dia da Independência dos Estados Unidos, comemorado em 4 de julho.

O Governo sul-coreano disse que o lançamento da quinta-feira faz parte das manobras militares anunciadas na semana passada pela Coreia do Norte, mas indicou que os testes de hoje parecem ser uma resposta à pressão internacional contra o país comunista.

O Conselho de Segurança da ONU impôs novas sanções ao regime comunista em decorrência de seu segundo teste nuclear, realizado no dia 25 de maio.

**Com informações da Efe e BBC**

Leia mais sobre: Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sulmísseis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG