SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte informou nesta quinta-feira ter detido para interrogatório um norte-americano que entrou em seu território vindo da China em 25 de janeiro. A agência oficial norte-coreana KCNA disse que o homem havia invadido o território, mas não deu mais detalhes.

A Coreia do Norte mantém preso outro cidadão norte-americano, o ativista Robert Park, que foi capturado em dezembro quando cruzava a fronteira do país comunista, alegando que pretendia aumentar a consciência sobre os abusos de direitos humanos.

Os Estados Unidos, que não têm relações diplomáticas com a Coreia do Norte, disseram que pediram à Suécia, país que representa seus interesses em Pyongyang, que tentasse apurar o fato.

"Obviamente é algo que levamos a sério", disse a repórteres, em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado, P.J. Crowley, alegando que os Estados Unidos não tinham uma confirmação do caso, mas que era plausível.

(Reportagem de Jack Kim)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.