A Coreia do Norte afirmou ter atingido o estágio final do processo de enriquecimento de urânio, que pode possibilitar ao país a construção de armas nucleares.

"Realizamos com sucesso o processo de enriquecimento de urânio, que entrou em sua fase final", afirma a agência de notícias oficial norte-coreana, KCNA, citada pela a agência oficial da Coreia do Sul, Yonhap.

"Estamos também finalizando o processo de reprocessamento de combustíveis e o plutônio extraído (dos reatores) está sendo preparado para fins bélicos", afirma.

Em uma carta endereçada ao Conselho de Segurança da ONU, a Coreia do Norte se diz preparada "tanto para o diálogo como para sanções".

A afirmação foi uma referência às sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) já em vigor por causa do programa nuclear norte-coreano.

Sanções

A ONU impôs as sanções depois de condenar um teste de míssil de longo alcance realizado pelo país em abril. Um teste nuclear subterrâneo e outros testes com mísseis foram realizados mesmo depois do alerta da ONU, o que levou o Conselho de Segurança a impor as sanções contra o país.

Depois da condenação, o governo norte-coreano abandonou a negociação com outros seis países sobre a suspensão do programa nuclear do país.

Além de abandonar o diálogo, o Pyongyang anunciou que ia transformar seus estoques de plutônio em "armamentos" e começar a enriquecer urânio, provocando o temor de que estaria trabalhando para produzir ogivas nucleares pequenas o suficiente para caber em mísseis.

As relações entre a Coreia do Norte e a comunidade internacional ficaram muito mais tensas desde que o país deixou as negociações com o grupo internacional.


Leia mais sobre Coreia do Norte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.