Coreia do Norte dispara mísseis no 4 de Julho

A Coreia do Norte disparou neste sábado sete mísseis de médio alcance, dois dias após testar outros projéteis, em um claro desafio aos Estados Unidos, que hoje comemora a festa nacional do 4 de Julho.

AFP |

Os sete disparos ocorreram entre 08H00 e 17H40 local (20H00 e 05H40 Brasília).

Segundo o ministério sul-coreano das Relações Exteriores, os disparos partiram da base de Kitsaeryong, na costa leste do país, em direção ao Mar do Japão.

O Estado-Maior sul-coreano revelou que os mísseis tinham alcance de 400 a 500 km, sem precisar seu tipo.

Já a agência sul-coreana Yonhap informou que foram disparados mísseis Scuds ou Rodong-1, com alcance máximo de 1.300 km.

Seul destacou que "as forças sul-coreanas, baseadas em sua forte aliança de defesa conjunta com os Estados Unidos, estão plenamente preparadas para qualquer ameaça ou provocação do norte".

Na quinta-feira passada, os norte-coreanos testaram quatro mísseis de curto alcance, em sua costa leste, ao que parece projéteis terra-mar, que foram lançados para o Mar do Japão.

A Coreia do Norte anunciou na quarta-feira que realizaria manobras militares durante o mês de julho, e pediu ao Japão que não se aproximasse de suas costas no período.

Os testes violam várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU, que proíbem a Coreia do Norte de realizar qualquer prova nuclear ou disparo de míssil.

Especialistas americanos e sul-coreanos estimam que o líder norte-coreano Kim Jong-Il, 67 anos, cujo estado de saúde é alvo de especulações, utiliza os testes para reforçar sua autoridade, no momento em que prepara sua sucessão, possivelmente para entregar o poder ao filho menor, Kim Jong-Un.

No 4 de Julho de 2006, a Coreia do Norte lançou mísseis de longo alcance Taepodong-2, e o último teste nuclear norte-coreano ocorreu no Memorial Day dos Estados Unidos.

ckp/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG