Coréia do Norte denuncia complô sul-coreano contra Kim Jong-Il

As autoridades norte-coreanas anunciaram nesta quinta-feira a detenção de um homem acusado de preparar uma missão terrorista contra o número um da Coréia do Norte, Kim Jong-Il, por ordem dos serviços secretos sul-coreanos.

AFP |

Um porta-voz do ministério da Segurança, citado pela agência oficial KCNA, informou que um homem identificado apenas como "Ri" foi detido quando se preparava para cometer uma "missão terrorista" ordenada pelos serviços de inteligência sul-coreanos.

Segundo a agência KCNA, que cita um comunicado do ministério, o homem cruzou a fronteira entre as duas Coréias no sentido norte-sul, e foi logo contactado por um agente secreto sul-coreano chamado Hwang.

"Ri" foi então treinado pelos agentes de inteligência sul-coreanos e mandado de volta para a Coréia do Norte para conseguir informações sobre os deslocamentos de Kim Jong-Il, segundo o ministério da Segurança norte-coreano.

Pyongyang denuncia no mesmo comunicado a política "hostil" de Seul contra seu país, que "atingiu um grau extremamente temerário e perigoso".

As autoridades norte-coreanas tentam há meses calar os persistentes rumores sobre uma suposta deterioração do estado de saúde de Kim Jong-Il.

sm/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG