Coréia do Norte deixará lista do terror, dizem EUA

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos anunciaram que irão retirar a Coréia do Norte de sua lista negra de países ligados ao terrorismo, em meio a hesitantes negociações do país asiático nos meses finais do governo Bush. A decisão foi tomada após a Coréia do Norte ter concordado com uma série de medidas de verificação de suas instalações nucleares, disse o porta-voz do departamento de Estado, Sean McCormack.

Reuters |

A Coréia do Norte recomeçará a desabilitação de suas instalações nucleares, disse ele.

Os Estados Unidos e a Coréia do Norte concordaram que especialistas terão acesso a todos os espaços nucleares declarados e que a Organização das Nações Unidas terão papel importante na verificação das atividades econômicas de Pyongyang, disse McCormack.

Os dois países concordaram na última semana com as medidas de verificação, as quais eram necessárias antes que a Coréia do Norte fosse removida da lista de países que os Estados Unidos acreditam ser fomentadores do terrorismo.

"A Coréia do Norte continua sujeita a inúmeras sanções resultantes de seus testes nucleares de 2006, sua proliferação de atividades, suas violações dos direitos humanos e sua condição de Estado comunista", disse McCormack.

"Os Estados Unidos continuarão a trabalhar em direção ao fim verificável de todos os programas e atividades nucleares da Coréia do Norte. Nós não iremos parar até que este trabalho esteja finalizado."

(Reportagem de Sue Pleming e Deborah Charles)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG