Coreia do Norte constrói base para mísseis maiores, diz Seul

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte está construindo uma nova base de mísseis perto da sua fronteira com a China. Essa instalação, maior do que as habituais, seria capaz de disparar mísseis intercontinentais, afirmou na terça-feira o ministro sul-coreano da Defesa. Estima-se que a Coréia do Norte possua 800 mísseis balísticos capazes de atingir a Coreia do Sul e o Japão, e que estaria desenvolvendo um míssil que poderia alcançar o território dos EUA.

Reuters |

Acordo Ortográfico O ministro Lee Sang-hee disse ao Parlamento sul-coreano que a nova base está 80% concluída.

Fontes de inteligência disseram à imprensa sul-coreana que o regime comunista do Norte já testou um motor de ignição de mísseis de longo alcance na base de Tongchang-ri, a cerca de 50 quilômetros da China.

"Nossa avaliação é de que pode lançar mísseis ou satélites maiores do que possivelmente poderia na base de Taepodong ," disse Lee.

Em julho de 2006, a Coreia do Norte lançou na costa leste um protótipo de um míssil multiestágio, chamado Taepodong-2, que perdeu a direção e explodiu segundos após o disparo. Seu alcance deveria ser de 3.500 a 4.300 quilômetros.

Em outubro de 2006, o regime comunista realizou o seu primeiro e único teste com uma arma nuclear. Estima-se que o país tenha atualmente cerca de 50 quilos de plutônio enriquecido, o que seria suficiente para aproximadamente oito bombas atômicas.

Apesar de manter há anos um programa de mísseis para transportar tais armas, especialistas duvidam que o Norte já domine a tecnologia para produzir ogivas nucleares pequenas a ponto de caberem nos mísseis.

Numa demonstração de força que coincide com a tensa negociação com os EUA a respeito do fim do programa nuclear local, o Norte disparou em outubro dois mísseis de curto alcance, algo que a Coreia do Sul minimizou como sendo parte de um exercício militar regular.

(Reportagem de Jack Kim)

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG