A Coreia do Norte, condenada pelo Conselho de Segurança da ONU pelo teste nuclear de segunda-feira, advertiu nesta sexta-feira que eventuais sanções da ONU provocariam medidas de legítima defesa, informou a agência oficial norte-coreana KCNA.

"Se o Conselho de Segurança da ONU nos provocar, serão inevitáveis novas medidas de legítima defesa", afirma o ministério norte-coreano das Relações Exteriores em un comunicado citado pela agência KCNA.

Pyongyang anunciou que realizou na segunda-feira um segundo teste nuclear, após o primeiro de 2006, e lançou cinco mísseis de curto alcance. Além disso, ameaçou atacar a Coreia do Sul após a decisão de Seul de aderir à Iniciativa de Segurança contra a Proliferação (PSI).

ckp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.