O alto comando militar da Coreia do Norte ameaçou nesta quinta-feira adotar represálias contra qualquer tentativa de derrubar o foguete que planeja lançar nos próximos dias, afirma um comunicado transmitido pela agência do regime comunista, KCNA.

"Nossas Forças Armadas Revolucionárias não hesitarão em adotar represálias, caso forças hostis mostrem o mínimo sinal de estar preparando a derrubada de nosso satélite", afirma o comunicado.

"Se o Japão perder o sangue frio e atacar nosso satélite pacífico, o Exército do povo fornecerá uma tempestade de fogo em forma de represálias não apenas contra o armamento antimíssil já deslocado, e sim contra contra as instalações japonesas".

O documento também adverte os Estados Unidos para a "retirada imediata de suas Forças Armadas se desejam evitar danos".

A Coreia do Norte anunciou que colocará em órbita entre 4 e 8 de abril "um satélite de telecomunicações", que deve sobrevoar o norte do arquipélago japonês.

No entanto, os Estados Unidos e seus aliados asiáticos suspeitam que o lançamento seja uma tentativa de dissimular um teste experimental do míssil de longo alcance Taepodong-2, em tese com capacidade para alcançar o Alasca.

O Japão já deslocou um sistema antimíssil para tentar derrubar qualquer míssil que possa cair em seu território.

Leia mais sobre Coreia do Norte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.