Coreia do Norte ameaça com represálias a eventual incursão dos EUA ou Seul

A Coreia do Norte ameaçou nesta quarta-feira adotar represálias, caso os Estados Unidos ou a Coreia do Sul entrem em seu território, cinco dias antes do início de manobras conjuntas de Seul e Washington, que os norte-coreanos consideram um ensaie de invasão.

AFP |

"Nosso exército e nosso povo amam a paz e não querem a guerra", afirma o jornal do partido comunista norte-coreano, Rodong Sinmun.

"Mas se os inimigos entrarem, mesmo que seja apenas 0,001 mm em nosso território, mobilizaremos todo nosso potencial e executaremos ataques de represália que serão centenas de milhares de vezes maiores", adverte.

"Os Estados Unidos e suas marionetes devem saber que as Forças Armadas Revolucionárias adotarão fortes medidas militares na forma de atos sem piedade que não poderão ser igualados", completa o jornal.

Os exercícios militares, previstos de 9 a 20 de março, incluirão a participação de um porta-aviões americano, 26.000 soldados americanos e de 30.000 a 40.000 oficiais sul-coreanos.

Washington anunciou os mesmos como apenas defensivos.

Leia mais sobre: Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG