Corda feita com lençóis marca fuga clássica de prisão na Nova Zelândia

WELLINGTON, Nova Zelândia - Parecia uma cena clássica de fuga: uma torre de pedra, uma corda feita com lençóis amarrados e uma cela vazia.

AP |

Um guarda tocou o alarme nesta segunda-feira quando chegou ao trabalho e viu os lençóis do lado de fora da prisão de Mount Eden na maior cidade da Nova Zelândia, Auckland, disseram as autoridades.

Naquele momento, Aaron Stephen Forden, que seria julgado em breve por roubo e furto, já tinha escapado.

Forden, 26, aparentemente desceu a torre da prisão - construída em 1856 e considerada um marco histórico oficial - sem ser visto pelos guardas de plantão durante à noite, afirmou o diretor do Departamento Correcional da região norte Warren Cummins.

Os lençóis estavam "amarrados e ele os usou para fugir", disse Cummins.

"Eu não acredito que seja engraçado", disse Cummins à Rádio Nacional. "Acho que o assunto é muito sério e queremos entender como ele conseguiu fazer isso e fazer o possível para impedir fugas similares no futuro".

A polícia ainda procura por Forden.

    Leia tudo sobre: nova zelândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG