Co-produção brasileira estréia em mostra do Festival de cinema de Cannes

Paris, 25 abr (EFE).- A co-produção brasileira e chilena Tony Manero, do diretor Pablo Larrain, fará sua estréia na seleção 2008 de longas-metragens da Quinzena dos Produtores, mostra paralela ao 61º Festival de Cannes que completa 40 anos e que hoje apresentou seu programa.

EFE |

Uma rica presença do cinema latino-americano, com quatro filmes, além de 15 produções européias, entre elas quatro franceses e quatro do Leste do continente, compõem a seleção deste ano da mostra paralela, que será aberta em 15 de maio e se encerrará no dia 25.

A França conta com os filmes "Les Bureaux de Dieu" - de Claire Simon -, "De la guerre" - de Bertrand Bonello -, "Monsieur Morimoto" - de Nicola Sornaga - e "Le voyage aux Pyrénées" - de Jean-Marie e Arnaud Larrieu -, mas também está presente em oito co-produções.

Entre elas estão a argelina "Dernier maquis" - de Rabah Ameur-Zaomeche -, a polonesa "Quatre nuits avec Anna" - de Jerzy Skolimowski -, a portuguesa "Aquele querido mês de agosto" - de Miguel Gomes -, a filipina "Now showing" - de Raya Martin - e as belgas "Eldorado" - de Bouli Lanners - e "Eleve libre" - de Joachim Lafosse.

A presença européia será completada com "Boogie" - do romeno Radu Muntean -, "Il resto della notte" - do italiano Francesco Munzi -, "Shultes" - do russo Bakur Bakuradze -, "El Cant dels ocells" - do espanhol Albert Serra - e "Blind loves" - do eslovaco Juraj Lehotsky.

A mostra traz ainda co-produções espanholas com filmes de países latino-americanos.

Por terem sido selecionados por seu primeiro longa-metragem, o argentino Pablo Aguero (com "Salamandra") e o uruguaio Federico Veiroj (com "Acné"), além do russo Bakur Bakuradze (com "Shultes") passaram a ser hoje candidatos à Câmara de Ouro do 61º Festival de Cannes, que será realizada em 14 e 15 de maio.

Diante da "grande presença" do cinema latino-americano e europeu, o diretor-geral da Quinzena, Olivier Père, destaca a pequena participação do cinema asiático.

O festival promovido pela Sociedade Francesa de Produtores (SFR, em francês) mostrará ao público o filme chinês "Knitting", de Yin Lichuan, e o iraniano "Lonely tune of Tehran", de Saman Salour.

Pére destaca ainda o filme americano "The pleasure of being robbed", de Josh Safdie, obra particularmente original e brilhante, segundo ele. EFE lg/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG