Coordenador antiterrorista da UE pede ajudar a Obama para fechar Guantánamo

Bruxelas, 27 nov (EFE).- O coordenador antiterrorista da União Européia (UE), Gilles de Kerchove, defendeu hoje que os membros do bloco ajudem o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, a fechar a prisão de Guantánamo.

EFE |

De Kerchove apresentou aos ministros de Interior da UE um relatório no qual detalha aquelas que, na sua opinião, devem ser as prioridades da UE na luta contra o terrorismo, entre as quais se destaca a necessidade de impulsionar a cooperação com os EUA.

"A escolha de um novo presidente é uma grande oportunidade para aprofundar nossa cooperação antiterrorista", diz o texto apresentado por De Kerchove.

Ele afirmou hoje em entrevista coletiva que a Europa deve "se preparar para reforçar as relações com os EUA" se Washington "abandonar o paradigma militar na luta contra o terrorismo e se aproximar do modelo de luta policial e judicial da UE".

Para De Kerchove, uma das ações nas quais esta cooperação pode se concretizar é a ajuda da UE para o fechamento da base de Guantánamo, declarou hoje aos ministros. EFE mvs/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG