Jerusalém, 26 nov (EFE).- O procurador-geral de Israel, Menachem Mazuz, convocou hoje o primeiro-ministro Ehud Olmert para uma audiência preliminar, medida que pode anteceder a apresentação de acusações de fraude e quebra de confiança contra o chefe de Governo, informou a imprensa local.

Olmert, que voltou hoje de Washington, foi notificado de que as denúncias por suposta duplicação de faturas em suas viagens são sólidas, e que, se suas explicações não forem convincentes, procederá ser processado.

"O procurador-geral informou-lhe que considera apresentar acusações contra ele por suspeita de que incorreu em vários crimes naquele que ficou conhecido como o caso Rishon Tours", informa o Ministério da Justiça israelense em comunicado.

A nota oficial diz que, "antes de tomar uma decisão final" sobre a pronúncia de Olmert, Mazuz quer perguntar a posição do primeiro-ministro sobre as acusações contra sua pessoa.

Até o fim da tarde (hora local), ainda não havia informações sobre quando seria a audiência, relacionada à suposta duplicação de contas de viagens feitas por Olmer, as quais, depois, seriam cobradas de várias instituições públicas.

Com o dinheiro que acumulava em uma conta da agência de turismo, o chefe de Governo israelense, que durante o período da fraude - 1993 a 2003 - era prefeito de Jerusalém, custeava as férias particulares da família.

A edição eletrônica do jornal "Maariv" diz que a convocação da audiência preliminar é "um claro sinal" de que Mazuz acredita ter provas suficientes contra o primeiro-ministro.

Geralmente, a realização de audiências preliminares antes da apresentação formal de acusações é um benefício concedido apenas a personalidades públicas.

Atualmente, Olmert lidera um Governo de transição, já que, em 21 de setembro, renunciou para fazer frente a uma enxurrada de denúncias de fraude, suborno e tráfico de influência.

O primeiro-ministro permanecerá no cargo interinamente até 10 de fevereiro, para quando foram antecipadas as eleições legislativas.

EFE elb/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.