Conversas entre Rússia e Geórgia terminam sem novos avanços

Genebra, 18 dez (EFE).- A terceira rodada de conversas entre Rússia e Geórgia terminou hoje sem avanços concretos e com a insistência de ambas as partes sobre um mecanismo que previna e resolva eventuais incidentes e a respeito de medidas a favor das vítimas do conflito de agosto.

EFE |

A decisão de iniciar esses mecanismos de segurança e a menção às necessidades dos deslocados e refugiados já tinham sido anunciadas na reunião anterior, realizada há um mês.

No entanto, os representantes dos mediadores no processo - União Européia (UE), Nações Unidas e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) - assinalaram que as discussões passaram nesta vez da mera diplomacia a abordar outras questões consideradas mais "substanciais".

O diplomata francês Pierre Morel, representante da UE, assegurou que o encontro de dois dias aconteceu dentro "de um espírito positivo" e que os participantes "acordaram se concentrar em assuntos práticos e técnicos para alcançar progressos que beneficiem os povos".

Segundo ele, o formato da reunião se manteve, de modo que os delegados dos mediadores, da Rússia, da Geórgia, assim como das regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia, trabalharam em grupos informais.

Na leitura de uma declaração conjunta de UE, ONU e OSCE, Morel frisou que se discutiram aspectos como a maneira de melhorar as condições de vida dessas vítimas através da distribuição de ajuda humanitária nas áreas afetadas.

Outra questão importante debatida, segundo ele, foi a de "criar as condições para um retorno seguro, voluntário e digno" dos deslocados e refugiados.

O representante da ONU na reunião, Johan Verbeke, sustentou que "contrariamente aos dois encontros anteriores não se discutiu sobre procedimento, mas se realizou um trabalho substantivo".

De acordo com ele, os dez temas que chegaram à mesa de trabalho, em só dois não houve entendimento, embora tenha evitado dar mais detalhes.

As negociações serão retomadas nos próximos dias 17 e 18 de fevereiro em Genebra. EFE is/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG