Conversas com Coréia do Norte serão retomadas em junho, diz Seul

SEUL (Reuters) - A Coréia do Sul deve retomar os encontros com a Coréia do Norte no começo de junho, para discutir o término do programa norte-coreano de desenvolvimento de armas nucleares, disse uma importante autoridade sul-coreana na sexta-feira. No começo da semana, a Coréia do Norte entregou mais de 18 mil páginas com detalhes de sua produção de plutônio para o desenvolvimento de armas. A iniciativa atende ao acordo feito com seis países, que exige que o país desista de suas ambições armamentistas.

Reuters |

'Eu antecipo que as negociações vão acontecer em junho, e nós temos em mente a primeira parte delas, não a segunda', disse a repórteres o enviado sul-coreano para os encontros, Kim Sook.

Kim vai viajar a Washington no domingo para conversar com autoridades japonesas e norte-americanas. Nesta semana, ele está na China com o mesmo objetivo.

As duas Coréias, os Estados Unidos, o Japão, a Rússia e a China concordaram no ano passado que Pyongyang deve apresentar uma declaração 'completa e correta' sobre suas atividades nucleares. Com isso, Washington tiraria o país de sua lista de nações que apoiam o terrorismo.

Uma autoridade sul-coreana conhecedora do processo disse que Washington deve fazer isso no fim de maio. As sanções comerciais contra a Coréia do Norte também pode ser suspensas.

'Para mim, a posição norte-americana é que, como já se assumiu preliminarmente que (o Norte) vai cumprir seu compromisso, então eles já vão tomar essas atitudes', disse.

A Coréia do Norte, que é comunista, não cumpriu o prazo de entrega da lista de seu inventário nuclear à China devido à sua relutância em discutir as suspeitas de enriquecimento de urânio para a produção de armas e a proliferação de tecnologia nuclear para a Síria.

Isso faz parte de um acordo maior, feito em 2005, que propôs que o Norte desista de suas ambições nucleares em troca de ajuda econômica e melhores relações diplomáticas com os EUA e o Japão.

(Reportagem de Jack Kim)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG