Conversa entre Governo e manifestantes termina sem acordo na Tailândia

Bangcoc, 28 mar (EFE).- As negociações entre o Governo da Tailândia e os líderes dos milhares de manifestantes que exigem a dissolução do Parlamento terminaram hoje sem acordo, mas com o compromisso de continuar com o diálogo para encontrar uma solução à crise política.

EFE |

A reunião, transmitida ao vivo pela televisão local, ocorreu após duas semanas de protestos em Bangcoc. Só nas últimas 24 horas pelo menos cinco pessoas ficaram feridas em diferentes ataques com granadas e outros explosivos.

Após três horas de conversas, a delegação liderada pelo primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, e a dos líderes da Frente Unida para a Democracia e contra a Ditadura resolveram se reunir novamente na segunda-feira.

Vejjajiva disse durante o encontro que o fato de acontecer já era importante para enfrentar a crise, mas ressaltou que seria necessário realizar outras rodadas de conversas para encontrar uma solução definitiva.

Já os líderes da Frente, plataforma política dos partidários do primeiro-ministro deposto Thaksin Shinawatra, conhecidos como camisas vermelhas, deram ao chefe de Governo outras duas semanas para que dissolva o Parlamento. EFE mfr/r

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG