sim na Bolívia - Mundo - iG" /

Contagem oficial confirma vitória do sim na Bolívia

LA PAZ (Reuters) - O órgão eleitoral da Bolívia confirmou na segunda-feira, ao completar sua contagem oficial, que 61 por cento do eleitorado aprovou a nova Constituição em um recente referendo, abrindo caminho para que o presidente Evo Morales promulgue a nova carta magna no dia 7 de fevereiro. Com uma participação recorde de 90,26 por cento dos 3,9 milhões de eleitores habilitados, o sim à Constituição plurinacional e socialista de Morales obteve 61,43 por cento dos votos válidos. Já o não obteve os restantes 38,57 por cento, segundo a Corte Eleitoral (CNE).

Reuters |

"Depois de se completarem as formalidades, a sala plena da CNE prevê emitir, nesta semana, o resultado do referendo à Presidência do Congresso, para que seja feita a promulgação da nova Constituição", disse a repórteres o porta-voz da CNE, Rubén Martínez.

No mesmo referendo, os bolivianos também aprovaram -- com 80,65 por cento dos votos -- que a extensão máxima das propriedades agrícolas seja de 5 mil hectares, determinação-chave na luta do presidente contra o poder dos latifundiários, cujas propriedades ficam principalmente no Estado de Santa Cruz.

O voto majoritário a favor da mudança constitucional veio dos Estados de La Paz, Cochabamba, Oruro, Potosí e Chuquisava, onde se concentra o apoio eleitoral de Morales. Segundo a nova carta magna, o presidente poderá obter reeleição imediata.

O "não" venceu nos Estados de Santa Cruz, Beni, Pando e Tarija -- redutos de direita onde "a revolução democrática e cultural" de Morales enfrenta maior resistência.

(Por Carlos Alberto Quiroga)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG