Nova York, 18 mar (EFE).- O contador de Bernard Madoff, David Friehling, se entregou hoje às autoridades americanas, que o acusam de ter cometido fraude e pedem para ele uma condenação de até 105 anos de prisão, anunciou hoje a Procuradoria de Nova York.

Além do próprio financista americano, que já está preso, esta é a primeira detenção de outra pessoa vinculada à fraude orquestrada por Madoff, que pode chegar a US$ 50 bilhões e é a maior na história de Wall Street. EFE mgl/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.