Contador de Madoff é libertado após pagar fiança de US$ 2,5 mi

Nova York - O contador do financista Bernard Madoff, David Friehling, que se entregou hoje às autoridades americanas acusado de fraude, foi posto em liberdade horas depois ao pagar uma fiança de US$ 2,5 milhões.

EFE |

Friehling foi detido hoje pelo FBI sob a acusação de seis crimes de fraude com uma pena máxima de 105 anos de prisão, mas horas depois, e segundo a edição digital do jornal "The Wall Street Journal", prestou depoimento à Justiça e foi posto em liberdade.

Segundo a Promotoria de Nova York, Friehling, de 49 anos, tem uma companhia de contabilidade em Nova York chamada Friehling & Horowitz, e supostamente era o encarregado de fazer a auditoria da Madoff Investment Securities, incluindo suas folhas de balanço e contas de resultados.

"Friehling certificou de maneira fraudulenta a situação financeira da Madoff Investment Securities às normas contábeis dos EUA", explicou a Promotoria em comunicado.

Acrescentou que "estas auditorias foram enviadas à Comissão da Bolsa de Valores dos EUA (SEC) e a clientes da Madoff Investment Securities".

Madoff, que está preso há quase uma semana, pagou a Friehling entre US$ 12 mil e US$ 14,5 mil por mês pelos serviços prestados entre 2004 e 2007.

    Leia tudo sobre: madoff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG