Berlim, 7 abr (EFE).- O consumo de soja em concentrações elevadas pode danificar as células, segundo um estudo apresentado hoje pelo Instituto de Biologia Veterinária de Dummerstorf, no nordeste da Alemanha.

Testes realizados com células musculares de porcos demonstraram que a concentração elevada de isoflavonas, uma substância semelhante ao estrogênio que algumas plantas produzem - entre elas a soja - podem causar problemas nas células.

Pelo contrário, em quantidades pouco concentradas as isoflavonas favorecem o crescimento.

Embora não haja dúvidas de que as isoflavonas possuem propriedades positivas - esses e outros experimentos nos quais se demonstrou sua capacidade de destruir células intestinais - colocam em dúvida sua utilidade como tratamento de reposição hormonal na menopausa.

De acordo com a diretora do projeto, Charlotte Rehfeldt, uma possibilidade de eliminar os efeitos negativos da soja é extrair as isoflavonas genisteína e daidzeína.

O questionamento das propriedades da soja por parte dos cientistas levou à Sociedade Alemã para a Alimentação a desaconselhar os alimentos de bebês baseados em soja, salvo estrita prescrição médica. EFE ih/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.