Os cônsules de nove países latinos em Los Angeles e com jurisdição no Arizona (sudoeste) expressaram, nesta sexta-feira, sua posição contra a lei promulgada no estado que criminaliza os ilegais, afirmando que a consideram "racista" contra os latino-americanos." /

Os cônsules de nove países latinos em Los Angeles e com jurisdição no Arizona (sudoeste) expressaram, nesta sexta-feira, sua posição contra a lei promulgada no estado que criminaliza os ilegais, afirmando que a consideram "racista" contra os latino-americanos." /

Cônsules latinos protestam contra lei de imigração do Arizona

Os cônsules de nove países latinos em Los Angeles e com jurisdição no Arizona (sudoeste) expressaram, nesta sexta-feira, sua posição contra a lei promulgada no estado que criminaliza os ilegais, afirmando que a consideram "racista" contra os latino-americanos.

AFP |

Os cônsules de nove países latinos em Los Angeles e com jurisdição no Arizona (sudoeste) expressaram, nesta sexta-feira, sua posição contra a lei promulgada no estado que criminaliza os ilegais, afirmando que a consideram "racista" contra os latino-americanos.

Os cônsules de Brasil, México, Bolívia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Peru e República Dominicana garantiram seu apoio aos concidadãos residentes no Arizona e pediram aos que participem da marcha de 1º de maio em Los Angeles que "o façam respeitando as leis deste país".

A maioria dos representantes consulares se disseram confiantes de que a lei "não entrará em vigor" e que o presidente Barack Obama, crítico da norma e defensor de uma reforma migratória no país, evitará sua implantação.

"É importante que façam valer seu direito de expressão, mas sempre com ordem para que se entenda melhor a reivindicação e que este clima pacífico seja também uma demonstração a favor de nossa comunidade", afirmou a cônsul geral da Costa Rica, Xinia Vargas.

Aos gritos de "Todos somos Arizona" e clamando por uma reforma migratória, milhares de imigrantes nos Estados Unidos marcharão no sábado, para quando está prevista uma grande concentração em Los Angeles, com a participação de astros latinos como Gloria Estefan, Kate del Castillo e "Piolín".

Representantes de cada país deram entrevista coletiva no consulado do México em Los Angeles para expressar a posição de cada um de seus países com relação a esta lei que criminaliza os imigrantes ilegais, permitindo à polícia interrogar sobre o estatuto migratório e punindo qualquer pessoa que contrate ou transporte pessoas 'sem documentos'.

pb/jb/mvv

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG