Consulado equatoriano em N.York é fechado por suspeita da gripe

Nova York, 26 mai (EFE).- O consulado geral do Equador em Nova York informou hoje que fechou temporariamente suas instalações e suspendeu seus serviços consulares em Manhattan e Queens devido a um possível caso de gripe suína entre seus funcionários.

EFE |

O escritório diplomático afirmou, através de um comunicado à imprensa, que tinha procedido dessa maneira "em prevenção de um possível contágio aos usuários do consulado".

Além disso, informou à comunidade equatoriana que, enquanto o escritório não for reaberto, em 1º de junho, pode utilizar os serviços consulares em Newark (Nova Jersey) e New Haven (Connecticut).

O foco de gripe suína afeta 6,552 mil pessoas nos Estados Unidos, segundo o último relatório do Centro de Controle de Doenças (CDC, em inglês), que registrou casos em 47 estados mais o Distrito de Columbia. O número de mortos pela doença neste país é de 12.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE emm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG