Constituinte do Equador muda tribunal eleitoral antes de referendo

A Constituinte equatoriana recompôs parcialmente o tribunal eleitoral através de uma resolução de última hora, interpretada pela oposição como uma jogada do governo para assumir o controle do tribunal antes do referendo constitucional de 28 de outubro.

AFP |

Dominada pelo governo, a Assembléia destituiu na madrugada desta quinta-feira Andrés León, magistrado opositor do Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), e nomeou em seu lugar um aliado governista, segundo um texto aprovado por 80 dos 130 constituintes.

León, membro da União Democrata-cristã (UDC), julgou seu afastamento como uma manobra do governo para assumir o controle do STE antes do referendo.

A Assembléia, no entanto, evocou uma norma segundo a qual o STE deve ser formado por sete representantes dos partidos mais votados nas últimas eleições, nas quais a UDC não obteve nenhum voto na Constituinte.

sp-vel/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG