O projeto de nova Constituição de Mianmar foi aprovado por 92,4% dos eleitores no referendo organizado sábado passado na maior parte do país, com exceção apenas para as áreas mais afetadas pelo ciclone Nargis, anunciou a televisão estatal birmanesa.

O canal MRTV, controlado pela junta militar, informou ainda que a taxa de participação no referendo foi de 99%.

As autoridades birmanesas pretendem realizar o referendo nas zonas do país devastadas pelo cicline, que deixou 66.000 mortos e desaparecidos, no dia 24 de maio, apesar da ONU afirmar que dois milhões de pessoas sofrem com a falta de alimentos, água potável e abrigo.

O partido opositor da prêmio Nobel da Paz birmanesa Aung San Suu Kyi criticou o regime militar por organizar o referendo em um momento tão crítico.

hla-gs/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.